Descubra Em 3 Passos Como Ser o Melhor Em Tudo!

Menos Porém Melhor!

Como ser o melhor em tudo? Esse é um tema que interessa a todos! Afinal todos querem se destacar, serem vistos  ou reconhecidos por alguma habilidade, talvez ser o melhor guitarrista, o melhor funcionário da empresa, o melhor aluno ou apenas ser reconhecido pela habilidade única de fazer seja lá o que for! Mas chega uma hora  que nós paramos pra pensar, e chegamos a triste conclusão que aprendemos tanta coisa ao longo da vida… sabemos o básico do inglês e do espanhol, aprendemos a arranhar um violão, sabemos um pouco de partitura, aprendemos alguns esportes, conseguimos fazer edições básicas em videos, até planilhas no Excel se precisar estamos aí,  aprendemos tudo, e não ficamos extraordinários em absolutamente nada!

Se você se sente assim como eu já me senti, querendo abraçar o mundo, aprender de tudo, e na verdade não chegando a lugar nenhum em nada.. se você se sente sobrecarregado e ao mesmo tempo improdutivo e desmotivado, você precisa conhecer o Essencialismo!

Representação: o essencialista a direita, usa toda sua energia no que é essencial. O Essencialismo não apenas uma técnica de gestão de tempo é um estilo de vida! Onde você aprende a identificar aquilo que é essencial na sua vida e eliminar todo o resto! Simples assim! Quando nós optamos por fazer isso, usamos toda a nossa energia, tempo e esforços naquilo que realmente importa, e consequentemente nós atingimos o nosso maior potencial no que fazemos! É basicamente você abrir mão de muitas coisas boas e focar nas coisas extraordinárias, se tornando o melhor no que você faz! É a filosofia do menos porém melhor!

A direita o essencialista que foca toda a sua energia naquilo que é essencial; ao contrário o não essencialista faz tudo e não atinge o ápice em nada!

Nesse artigo vou falar sobre os 3 pontos principais do Essencialismo:

  • EXPLORAR

Discernir o que é vital do que é trivial:   Um paradoxo do Essencialismo é que os essencialistas examinam tudo antes de se comprometer com algo, enquanto os não-essencialistas se comprometem com tudo sem se questionar se aquilo é realmente importante, estão interessados em aprender como ser o melhor em tudo e acabam não sendo bons em nada. Os essencialistas são muito observadores e analisam cada coisa nos seus mínimos detalhes antes de se comprometer, eles reduzem ao máximo as opções e aquelas que sobram, serão “dissecadas” até se comprometerem de fato. Já os não-essencialistas se comprometem com tudo, pois julgam que tudo é importante, são muitas as opções e eles não tem a capacidade de discernir, pois são levados pela influência e manipulação da mídia e do julgamento alheio, não são capazes de decidir por si próprios. Lembre-se: nem tudo é importante!

  • ELIMINAR

Excluir o que não é essencial:    Eliminar o que não é essencial, é muitas vezes ir contra as expectativas sociais, isso significa dizer não a muita gente! Muitas pessoas tem dificuldade em dizer essa pequena palavra, mas se você quer explorar  máximo do seu potencial naquilo que faz, você precisa aprender a lidar com isso, pra isso é preciso resiliência e coragem pra não ceder a pressão social, é você estar ciente de que essa é a melhor escolha a se fazer, e se não tomarmos as nossas próprias decisões os outros escolherão por nós! Quando chegar nessa etapa, você pode ter a impressão de estar perdendo, mas lembre-se, ser essencialista é literalmente perder pra ganhar!

  • EXECUTAR

Hora de usar toda sua energia naquilo que realmente importa: Depois da tarefa, talvez difícil, de identificar e eliminar aquilo que não importa, agora é a hora de usar todas as suas forças naquilo que definiu como essencial! E o melhor disso tudo é que não será uma tarefa difícil de executar, pois tudo o que seria empecilho e tornaria essa tarefa árdua, já foi removido antes, ou seja, tudo isso é um processo cíclico pra tornar aquilo que é essencial o mais fácil possível de ser executado!

Nem tudo é importante!

Muitas vezes, nós complicamos tanto a nossa vida, buscando como ser o melhor em tudo e agradar a todos, mas a verdade é que não precisamos fazer nada disso! A mídia, a publicidade vai querer fazer você acreditar que algo é importante e fazer você se sentir excluído por não fazer, mas não ceda a essa pressão, nem tudo é importante, a maioria das coisas é apenas barulho, cabe a você tomar as decisões por si próprio e definir aquilo que é realmente essencial na sua vida!

Seja dono(a) das suas próprias decisões!

Fonte:  Livro Essencialismo de Greg Mckeown

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: